Saí de uma nascente no alto de uma montanha, como córrego fui descendo.

Logo virei riacho e quando percebi já era ribeirão, também me tornei lago depois lagoa.
E na correnteza de rio me desaguei mar na praia.
Evaporei, voei e cheguei ao céu, depois fui gota e desci chuva.
Já fui tão dura quanto pedra 
E deixei de ser incolor quando branquinha eu nevei.
Me transformo em tantas formas, eu sou liquida, sou sólida, gasosa.
De uma gota na nascente ao oceano.
Nasci de dentro da terra e sou filha dela.
Ela me deu a vida e eu dou vida a ela!
 (História ilustrada em pdf)



Deixe um comentário