Depois que a Joaninha sem bolinhas aprendeu a se amar exatamente do jeitinho que ela era, com seu coração repleto de felicidade decidiu sair voando de jardim em jardim para contar sua história, ensinar sobre o amor próprio e compartilhar a alegria que é ser quem realmente somos.














Onde a Joaninha via um inseto triste, ela lhe pedia a atenção e lhe contava sua história. Sempre deixando uma linda lição:

- “Somos únicos, não existe outro como nós em nenhum jardim do mundo, por isso não precisamos procurar ser igual aos outros para sermos felizes”.

Certa noite, Joaninha resolveu deitar-se para descansar de suas viagens. Ao longe ela ouviu um belo coral de grilos cantando no sereno, até que um barulho próximo lhe chamou atenção, e não parecia ser de nenhum inseto.

- Oi, quem está aí? - Perguntou a Joaninha.

-Olá, dona Joaninha. Sou eu, grilo. Desculpe-me a indelicadeza. Acreditava estar sozinho nessa linda noite de primavera, não quero incomodar-te. - Respondeu o Grilo.

- Tudo bem, mas... Você não está atrasado para o coral dos grilos? - questionou a Joaninha.

- Agradeço a preocupação, dona Joaninha, mas estou na hora e no lugar certo! Não faço parte do coral, sou um pouco diferente. - Respondeu o grilo.

- Diferente? Ora, não consigo ver nada diferente em você. Anteninhas, asas, patinhas... Vejo um grilo comum! - Disse a Joaninha.

- Por fora sou mesmo parecido com a maioria dos meus irmãos grilos, mas como todos temos nossas diferenças, a minha é que não nasci com o dom de harmonizar na cantoria. Mas tenho minhas habilidades, como também todos têm. Sei harmonizar com poesia. Veja. - O Grilo escreveu em uma folha uma linda poesia sobre uma bela joaninha que não tinha bolinhas e lhe deu de presente.

A Joaninha ficou encantada. Ela achava que sabia tudo sobre as diferenças, mas encontrou um grilo que parecia ser igual aos outros por fora, mas que mostrou um tipo de diferença diferente das outras. Ela descobriu que não é só por fora, mas por dentro da gente há um universo inteiro de diversidade.  
A Joaninha e o Grilo conversaram sobre suas vidas por um bom tempo. Relembraram momentos difíceis que passaram até descobrirem a alegria de serem eles mesmos e lembraram também de duas lagartas muito especiais que os ajudaram a entender sobre o amor próprio. E entenderam o quanto é importante ajudar o próximo, então juntos decidiram compartilhar suas histórias e saíram por aí de jardim em jardim, contanto suas histórias e espalhando poesia mundo afora.



Conheça também a história do Grilo Desafinado e da Joaninha sem Bolinha:

              
 Clique aqui para ler                                                   
                                            


Um Comentário