O Lobo era um animalzinho muito solitário, não tinha amigos e vivia sozinho. Desde que nasceu era chamado de 'mau' por todos. O pequeno Lobo não entendia porquê​ o chamavam assim, pois nunca havia feito nada de mal a ninguém. Rejeitado e temido, Lobo foi crescendo sem ter quem te ensinasse o que era certo e o que era errado, e sua malandragem foi crescendo junto dele. Não havia um animal que pudesse escapar das armadilhas do Lobo Mau.

O Lobo achava bonito as traquinagens que aprontava. Divertia-se vendo os outros animais em apuros por sua causa. Enfim, fez jus ao sobrenome que lhe deram. Quanto equivoco!

LEIA TUDO »


Baseado em fatos

Era muito mais do que uma manada, era uma bela e unida família de elefantes. Tinha a mamãe e o papai elefante e um casal de filhotes. Apesar disso, a mamãe elefante sentia que faltava algo a mais. Ela sentia no seu coração que na família cabia mais um filhote. Este também era o desejo de todos na família, mas por algum motivo a mamãe não conseguia mais ter filhotes.

Mas certo dia, a manada seguia pela floresta quando encontrou uma ovelha aflita com seu filhote recém-nascido.

- O que houve senhora Ovelha, por que está tão triste? – Perguntou a mamãe elefante.

LEIA TUDO »


Em cima do galho mais alto de um enorme abacateiro, morava uma lagartinha pequenininha, mas que tinha fome de um leão, lá em cima os brotos das folhas eram mais verdinhos, todo dia tinha uma folha novinha e fresquinha, era mesmo uma delícia.

E todo dia a lagartinha passava o seu dia mastigando sem parar, os insetos que passavam pelos galhos de lá mal podiam acreditar, viam o quanto a pequena lagarta comia e sempre diziam:

- Esta Lagarta não tem fundo, come tanto, quanta gula parece até que é o fim do mundo!

A lagarta coitadinha, nem ela entendia o porquê tanto comia, parecia que não tinha folha capaz de satisfazê-la, por mais que ela comia, nada a enchia, parecia que sempre estava vazia.

LEIA TUDO »


O Leão sem Juba


O filhote leãozinho era muito querido, vivia rodeado de muitos amigos. Eram bichos de todas as espécies. Ajudava e protegia todos que estavam em perigo. Aprendeu cedo o que é certo e justo, não havia em toda a savana quem não o conhecia e não gostasse de tê-lo como amigo.

Esperava ansioso que sua juba crescesse e ficasse enorme. Imaginava-se como seu pai e avô, que tinham as maiores jubas de toda região. Mas o tempo foi passando, o leãozinho foi crescendo e nada de juba aparecer. Via seus amiguinhos pomposos com suas jubinhas, e nele nem um fiozinho. Tentou de tudo, de babosa a água de coco, mas não tinha jeito, sua juba não nascia e ele se sentia cada dia mais triste.

LEIA TUDO »


Henrique voltou da escola aquela manhã com os olhos brilhando e um grande sorriso no rosto. Um sentimento que só os colecionadores entendem: em suas mãos estava a tão esperada nova edição da revista de miniaturas de super-heróis colecionáveis. Eles eram simples, mas para Henrique era um item de valor inestimável, mais que isso: era o último super-herói da sua coleção. Tagarela que era a cada passo par que dava era uma pergunta, a cada passo ímpar uma exclamação:

LEIA TUDO »



Em um escaldante deserto africano, onde a lua esquenta a noite como o sol esquenta o dia, moravam bichos de todos os tipos. Todos eram amigos, mas dois em especial: um passarinho amarelinho muito sabido e um elefante muito divertido, amigo leal. O passarinho era super tagarela, vivia piando suas histórias de viajante aventureiro. Certo dia encontrou um amigo, um grande amigo - grande mesmo - e bem pesado, o elefante. Só havia um probleminha, o pobre elefante vivia gripado, sempre resfriado, uma virose que nunca sarava. 

Já viu um elefante gripado? Já imaginou o que aquela tromba gigante é capaz de fazer quando espirra? Pois é!

LEIA TUDO »