Uma bela colina, uma grande família de coelhos, uma coelhinha bem desastrada e um jogo chamado O Bem que Você Faz. Por que todos nós temos qualidades e somos todos capazes! Boa leitura.


O Bem que a Gente Faz

No alto de uma colina morava uma grande família de coelhos. Nessa colina havia uma nascente que formava um pequeno riacho e também uma grande horta colorida, que ficava branca de gotinhas de orvalho pela manhã. Todos os dias, a família se reunia para o café da manhã. Todos chegavam no horário, exceto Fani, que sempre se atrasava.

LEIA TUDO »



No alto de um abacateiro muito grande, nasceu uma corujinha. Essa coruja cresceu e envelheceu no mesmo abacateiro. Seu ninho era muito aconchegante e decorado de suas artes, pinturas, costuras e muita poesia.

A coruja era uma artista e também tinha outras habilidades, ela cantarolava muito bem e sua comida era muito boa. Com um único fruto do abacateiro, a coruja velhinha preparava vários pratos, vários sabores.

Além de artista, a coruja era muito criativa. De tudo ela sabia um pouco, e o que não sabia, aprendia. Mas havia uma coisa que a coruja nunca fez: voar. Ela não voava, de jeito nenhum, nem sequer bater as asas. Nem a maior tempestade que quase fez o abacateiro voar  fez a coruja mudar de ideia. Ela tinha muito, mas muito medo de voar.

LEIA TUDO »